• Equipe Massao Kanesaki

Massao participa de Torneio Centro-Oeste de Beisebol 40+


O vereador Massao Kanesaki participou neste final de semana do Torneio Centro Oeste de Beisebol 40+ na cidade de Guatapará-SP.


No torneio classificatório, a equipe jogou contra o Guatapará no sábado e passou para as finais no domingo, contra a Tozan - Campinas e Atibaia, ganhando os dois jogos e quebrando assim, uma sequência de vitórias da equipe de Atibaia (que estava invicta há 6 anos no torneio).


“Fazia dois anos que eu não jogava beisebol, que eu adoro e faz parte da minha vida há muito tempo. Foi uma alegria reencontrar amigos e voltar às origens, ainda mais nesse final de semana, que comemorei 41 anos”, destacou Massao.


O BEISEBOL


Amante do beisebol, Massao sempre praticou o esporte na ACENBI e é o idealizador e fundador do Programa BASE – Beisebol em Apoio ao Sistema Educacional, referência no Brasil, que oferece aos alunos de escolas públicas de Indaiatuba a oportunidade da prática do esporte.


Origem do beisebol

Historiadores do esporte indicam que na Inglaterra havia um jogo de aspecto e regras bastante semelhantes aos do beisebol: o rounders. Esse teria sido levado aos Estados Unidos a partir do movimento de colonização do Novo Mundo, e praticado nos EUA a partir do século XVIII. Já em meados do século XIX, o pai do beisebol atual, Alexander Cartwright, desenvolveu e escreveu as regras do beisebol moderno. Além disso, Cartwright também fundou o time Knickerbocker Base Ball Club of New York.

A primeira organização profissional da modalidade aconteceu em 1871: a Associação Nacional de Beisebol Profissional. A primeira liga de clubes profissionais – a National League - foi fundada em 1876, contando com oito times. Em 1901 a National League ganhou um concorrente: a American League Professional Base Ball Clubs.

Beisebol no Brasil

No Brasil, o beisebol ainda não é um esporte muito conhecido, mas já vem ganhando espaço. A introdução desse esporte em nosso país ocorreu a partir do início do século XX, quando empregados de empresas estrangeiras como a Light, a Companhia Telefônica e do Consulado estadunidense se reuniam para jogar. Muitas equipes surgiram entre as décadas de 1910 e 1920, e até uma liga amadora foi organizada nessa época. Entretanto, esse boom do beisebol logo apagou. Paralelamente, os imigrantes japoneses também trouxeram a cultura do beisebol ao Brasil, e o praticavam principalmente no interior de São Paulo, onde trabalhavam na lavoura. Infelizmente, o beisebol não se espalhou, ficando restrito a pequenos grupos. Esse fato é visível na quantidade de estádios voltados à prática do beisebol no Brasil: há um em Londrina (Paraná), com capacidade para cinco mil pessoas; um em São Paulo com capacidade para duas mil e quinhentas pessoas; e três menores em Ibiúna (São Paulo), que são partes do complexo esportivo da Companhia Yakult. Além disso, estados como Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul e Espírito Santo também têm ligas próprias do esporte.

As regras

O jogo é realizado a partir da disputa de duas equipes: a que ataca, coloca um jogador em campo – o batedor – e a que defende conta com nove jogadores. O time atacante reveza o batedor, um por vez, de acordo com uma ordem pré-estabelecida pelo técnico da equipe. A partida conta com um total de nove revezamentos de ataque e defesa entre as equipes. Caso haja empate, novas entradas são acrescidas à partida, de modo que algum time vença.

Dois instrumentos são fundamentais para uma partida de beisebol: o taco e a bola. A bola tem circunferência entre 23 e 25 centímetros, e sua massa deve ser exatamente de 142 gramas. Sua estrutura interna pode ser de cortiça, corda ou lã, desde que revestida por couro costurado à mão. O taco tem formato cilíndrico e pode ser tanto de madeira quanto de alumínio. Sua massa pode variar entre 850 gramas e um quilo, e seu tamanho médio é de 81 centímetros.

47 visualizações

Atendimento

Rua Humaitá nº 1167 - Centro
Indaiatuba, SP - CEP: 13339-140

Fone: 19 3885.7702 | WhatsApp: 19 99618-0955